Túnel do Tempo: "Tiro & Queda", 1999/2000 TVRecord



Um crime. Vários suspeitos. Herdeiros vivendo anos de conflito em função de uma herança indisponível. Assassinatos sucessivos. Rosas vermelhas como prenúncio das mortes. Tudo começa seis anos antes, com um grande banquete promovido por um milionário, Raul Amarante, em sua luxuosa mansão. Dez pessoas estão presentes: o milionário, sua esposa, sete convidados e um garçom português. Por ter descoberto ser portador de uma doença incurável, o milionário decide anunciar seu testamento, no qual todos os presentes (exceto o garçom) têm interesse.
O teor do testamento, porém, causa surpresa: os bens do empresário irão permanecer indisponíveis durante sete anos. Após este período, a segunda parte do documento, que alguém da confiança do milionário guarda a sete chaves, será revelada. Durante estes anos, todos os bens deverão ser administrados pela mulher do empresário, Isabel, e por seu sócio, Júlio (presentes ao jantar) que, no entanto, não podem se desfazer de nada. O clima no jantar fica pesado, com trocas de olhares de rivalidade e mal estar entre todos. No final do jantar, os convidados são conduzidos para a sala de estar, onde o garçom serve licores. De repente, as luzes se apagam e, quase no mesmo instante, ouve-se um tiro. Quando a luz volta, o milionário está caído, morto, com um tiro no coração. A arma, envolta por um lenço, está largada ao lado do corpo. Todos os presentes trocam olhares de acusação mútua.
Mais de seis anos se passam. Faltam alguns meses para que o testamento anunciado pelo empresário seja revelado e, conseqüentemente, defina a propriedade de todos os bens. A confusão, porém, não pára por aí. O milionário assassinado deixou uma filha, Daniela que, apesar de cortejada por vários rapazes ricos como ela, irá se apaixonar por um mecânico, Toninho, filho do garçom português. As dificuldades entre os jovens não serão apenas decorrentes de suas diferentes condições socioeconômicas. A partir do instante em que o envolvimento entre os dois cresce, ficará claro que, por algum motivo, a vida deles corre risco.
Assim, em meio a uma seqüência de atentados, o criminoso terá os protagonistas dessa trama amorosa como alvos, contribuindo para o clima de suspense que, no entanto, deve privilegiar o ritmo ágil, na linha dos policiais clássicos, sem exacerbar a violência. Detalhe: cada ataque criminoso será sinalizado pelo surgimento de uma rosa vermelha, em alguma situação que envolva a futura vítima. Já Neco, o garçom português, prosperou na vida e é dono de uma concorrida padaria no bairro de Santana, por onde transitam vários personagens do núcleo de classe média da história. Agora viúvo, ele dividirá o seu tempo entre tentar desvendar o mistério que cerca a seqüência de crimes, como um autêntico detetive amador; conquistar uma nova companhia e encaminhar os filhos na vida. Especialmente a filha Adriana, moça fogosa, alvo de cobiça dos homens do bairro. A oficina mecânica onde o filho do garçom trabalha é outro ponto por onde uma boa parte do núcleo transita. Seu dono é Ronaldo, um carioca boêmio, flamenguista, amante do samba e do futebol, assuntos que fazem com que viva em atrito com os paulistas. Solteiro convicto, protagoniza um complicado jogo de conquista com a filha do garçom, que não o leva muito a sério.
O cruzamento de todos os núcleos e tramas se dá em função do passado do milionário morto, que teria emergido do mesmo bairro (Santana), onde vivem todos os personagens de classe média. Este vínculo servirá, não só para o entrelaçamento do núcleo pobre com o rico, mas também para aguçar a curiosidade do telespectador em busca de desvendar o enigma
CURIOSIDADES:
Exibida entre 14 de setembro de 1999 à 7 de fevereiro de 2001, com 126 capítulos, subtituiu o sucesso "Louca Paixão".
A novela que é baseada na obra de Benjamin Wallace, não é produzida pela Rede Record, e sim pela JPO produtora independente.
Uma novela feita para reviver o fenômeno " A Próxima Vitima"da rede Globo em 1995, más que ficou aquém do esperado, não ultrapassava os 7 pontos de audiência, onde se esperava 12.
A novela foi exibida em 2001 pela rede TVI de Portugal no horário matinal da emissora,sendo mutilada.





Compartilhar no Google Plus
Postar um comentário
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial